Existe futebol profissional sem torcida?

Na última semana, deparei-me com uma pergunta interessante em um programa esportivo da TV: existe futebol profissional sem torcida? O tema central do debate começou por conta da compra do Bragantino, tradicional equipe do interior, pelo Red Bull, clube sem apoio popular, porém com muito dinheiro.

Segundo a CBF, para uma agremiação se tornar profissional, basta seguir uma sequência de exigências, a maior delas sendo financeira. A entidade vem trabalhando desde 2016 para criar um padrão inédito de registro e licenciamento para os mais de 450 times amadores e quase 900 profissionais do país. Entre eles, está o Bragantino.

O Clube Atlético Bragantino foi fundado em 1928 e teve seu período de glórias entre 1989 e 1991, quando foi campeão da Série B (1989), Paulista (1990) e vice Brasileiro (1991). Entre campanhas boas e ruins, o principal obstáculo nunca foi o adversário, mas sim o orçamento. Atualmente, a falência já preocupava. Uma grande oportunidade para o endinheirado Red Bull comprar a equipe, quitar as dívidas, construir um CT e reformar o estádio, entre outras possibilidades.

No entanto, o RB traz consigo “apenas” riqueza material, pois a humana ficou devendo no Campeonato Paulista de 2019. Entre os cinco piores públicos do torneio, quatro são de jogos do Red Bull como mandante, alugando o campo da Ponte Preta em Campinas. Já o Bragantino ficou em 13º lugar no quesito entre um total de 16 participantes. Um cenário igualmente ruim, porém com um vasto caminho para melhorias, ainda mais por já possuir um local para 13 mil espectadores, o Nabi Abi Chedid.

Será que o modelo de negócio irá render bons frutos para todos? Bem, a empresa austríaca já faz sucesso nos Estados Unidos, na Áustria (diversos títulos) e recentemente na Alemanha. O RB Leipzig atualmente ocupa a terceira colocação na Bundesliga, algo inimaginável antes do início da parceria. No caso do Brasil, seu objetivo principal é estar na Série A em 2020.

Existe futebol profissional sem torcida? Sim, existe. Porém, dificilmente o Red Bull Bragantino não terá apoio. Todo mundo quer torcer para um clube vencedor, ou no mínimo, competitivo. E com certeza o novo clube terá sucesso com o profissionalismo. E aumentará sua torcida. E seus sócios-torcedores. E sua renda. E a venda de camisas. Alguém duvida?

Até a próxima!

_ diagnóstico gratuito

_mais artigos

Free WordPress Themes, Free Android Games